[ editar artigo]

A bolsa vai cair?

A bolsa vai cair?

Não há dúvida de que as bolsas nos EUA estão bastante esticadas em relação à média histórica de preços. Porém, isso não significa que as bolsas vão cair amanhã. Bolhas podem subir muito e durar muito mais tempo do que a maioria dos pessimistas esperam.

Neste ponto, você pode estar imaginando: "então não seria uma boa shortear os índices americanos e lucrar com uma possível queda?" Difícil dizer, porque o mercado pode continuar a subir muito além do ponto em que o bom senso diz ser razoável.

 

Como analisar a bolsa neste momento

Uma das melhores métricas em termos de poder analítico preditivo do valuation das bolsas é o Shiller Cyclically Adjusted Price Earnings Ratio, conhecido como Cape Ratio.

O Cape Ratio usa o múltiplo P\L (preço/lucro por ação) na média de um período de dez anos ajustado pela inflação. Esse ajuste distribui o lucro ao longo de todo um ciclo (com média de dez anos) e apresenta o lucro real (com ajuste da inflação).

 

Histórico das bolsas

De 1870 até 2021, o Cape Ratio mais alto de todos os tempos nas bolsas foi de 44,19, em dezembro de 1999, praticamente no pico da bolha da internet. Um pouco antes do crash da bolsa de 1929, o índice era de 30. Antes do maior crash em um único dia das bolsas (segunda feira negra de 1987), o índice era de 17.

Hoje, o Cape Ratio é de aproximadamente 37, o segundo mais alto da história e maior do que antes do crash que deu início à Grande Depressão. O índice atual também é 44,5% superior à sua média de 20 anos (25,6) e mais do que o dobro da média histórica (16,82) e da mediana histórica (15,83).

 

Até quanto o Cape Ratio irá aumentar? Será que estamos na iminência de um crash na bolsa?

Outra métrica bastante utilizada é o S&P 500 PE Ratio. Este índice está atualmente em torno de 44, maior do que qualquer índice anterior, exceto para o pico de 123,73 em maio de 2009, durante os estágios iniciais da alta da bolsa pós a crise financeira de 2007-2008.

O atual S&P 500 PE Ratio é mais alto do que nos ralis da década de 1920, na bolha da internet e na recuperação que precedeu a crise de 2007-2008. O índice atual é cerca de três vezes a média de longo prazo (15,94) e a mediana de longo prazo (14,85).

Outras medidas poderiam ser usadas, mas todas mostram resultados semelhantes. As ações estão em níveis máximos ou perto dos picos históricos em comparação com os lucros. Além disso, os dividendos estão perto das mínimas históricas relativamente aos preços das ações. Isso certamente é um indicativo de uma bolha nas bolsas, em qualquer definição.

Adaptado do texto de Jim Rickards para o Strategic Intelligence da Empiricus.

Virei Trader - Comunidade para traders
Ler conteúdo completo
Indicados para você