[ editar artigo]

Como saber a hora de vender uma ação?

Como saber a hora de vender uma ação?

Alguns investidores gostam de comprar ações quando a cotação caiu além do valor intrínseco, outros preferem aguardar a entrada de fluxo de investidores institucionais para surfar a valorização causada pela compra de grandes volumes de ações.

Mas quando saber qual a hora de vender uma ação? Será que é quando a cotação já subiu demais? Será que é quando caiu demais e é hora de stopar?

Em geral, essas são os dois principais motivos para se vender uma ação: ou atingiu o target esperado, ou caiu demais e atingiu o stop.

No entanto, existem algumas dicas que podem ser valiosas no momento de tomada de decisão para o investidor que deseja vender suas ações.

 

Fique de olho nos resultados

Ações listadas na bolsa obrigatoriamente precisam divulgar seus resultados a cada trimestre. 

Através dos resultados trimestrais, o investidor poderá observar se a empresa está melhorando ou piorando com o passar do tempo.

Se o investidor observar que a empresa piorou seus resultados de um trimestre para o outro, geralmente não é recomendado tomar nenhuma decisão precipitada, já que eventos não recorrentes podem ter acontecido, mas é bom já começar a prestar mais atenção.

Caso no próximo trimestre a situação piore ainda mais, pode ser a hora de acender "uma luz amarela" e averiguar se realmente a empresa está enfrentando alguma dificuldade temporária ou se se trata de uma mudança de tendência ou estrutural nos resultados da companhia. Recomenda-se que o investidor leia bem as notas explicativas do release de resultado para entender melhor o que está passando.

Se num terceiro trimestre consecutivo as coisas estejam piorando, agora é momento de acender uma luz vermelha, pois pode ser que os fundamentos da sua ação esteja aos poucos se deteriorando. 

 

Analise as ações pares

Analise sempre as ações pares da sua para ter certeza se o que está ocorrendo com o seu investimento também acontece de maneira semelhante com as outras.

Por exemplo, vimos que no ano de 2020, as empresas do setor aéreo sofreram muito com o advento da pandemia. Analisando maneira isolada, um investidor da Azul (AZUL4) poderia ter vendido a sua posição sem levar em consideração que aquele não era um problema específico da sua empresa, mas de todo o setor, inclusive em escala global. O exemplo pode parecer tosco, mas ilustra bem a atitude que um investidor responsável deve ter.

Outro exemplo é no caso dos bancos. Será que apenas um banco em específico está perdendo market share para os bancos digitais ou este é um movimento estrutural e que está atingindo todos os bancos tradicionais? Será que somente a receita de serviços do Itaú (ITUB3, ITUB4) está declinando ou do Bradesco (BBDC3, BBDC4) também está?

 

Saiba porque está vendendo a sua ação

É fundamental saber com certeza porque está vendendo a sua ação. Não venda apenas porque subiu demais ou porque caiu demais. Fundamente a sua motivação. Tenha uma explicação racional por trás. 

O simples fato de uma ação subir demais não a torna uma ação cara ou com pouco prêmio de risco. Na mesma proporção que a cotação da ação está subindo, pode ser que ela também esteja apresentando recorrentemente melhores resultados que justifiquem esta alta. Na verdade, pode ser que mesmo subindo de forma relevante, uma ação pode até mesmo ficar mais barata do que antes, caso os seus resultados trimestrais se mostrem mais expressivos do que a própria valorização.

Da mesma forma o simples fato da ação cair demais não a torna um mau investimento. As vezes o mercado se mostra extremamente irracional e a queda relevante em uma ação pode na verdade significar uma oportunidade de investimento. Por exemplo, de 14 de fevereiro até 20 de março, as ações do Google caíram cerca de 17%, mesmo com a pandemia e os lockdowns tendo um efeito benéfico para a operação da empresa, já que mais pessoas estariam em casa utilizando o seu serviço. 

Ou seja, neste caso, uma queda expressiva de 17% na verdade era uma oportunidade de compra e não de venda. Certamente muitos investidores mais sensíveis às emoções e que não conheciam tão bem o business da empresa acabaram vendendo suas posições no meio da desvalorização e perderam uma alta que de lá pra cá já acumula uma alta de 140%!!!

 

Conclusão

Não se deixe levar pelas emoções. Na bolsa, os investidores precisam ser racionais e jamais pautarem uma decisão de investimento exclusivamente com base no fator emocional.

Analise muito bem antes de vender as suas ações, de preferência tanto quanto ao comprar uma ação. Seu portfólio e sua rentabilidade no longo prazo agradecerão.

Virei Trader - Comunidade para traders
Ler conteúdo completo
Indicados para você