[ editar artigo]

O preço de uma ação importa?

O preço de uma ação importa?

Para que você já saiba de antemão: sim, o preço de uma ação importa (e muito).

Se a resposta é tão contunde e objetiva, então porque este questionamento é alvo de tantas discussões, principalmente na internet e também na literatura?

Tudo começou com a Teoria dos Mercados Eficientes. Muitos adeptos da filosofia buy and hold alegam que é impossível saber qual rumo o preço de uma ação vai tomar. De acordo com esta filosofia, se você comprar um ativo com frequência e de forma regular, a qualquer preço, com o passar do tempo, a ação acabará atingindo um preço médio coerente com o real valor do ativo no mercado. Ou seja, de acordo com esta teoria, o preço de uma ação não importa.

Porém, há outra vertente de investidores que prefere analisar não somente os fundamentos das ações, mas também o seu preço,  procurando preferencialmente investir em empresas que estão sendo negociadas abaixo do seu valor intrínseco, isto é, a um preço menor do que deveriam valer na prática.

Ao fazer isso, estes investidores procuram uma margem de segurança, ou um prêmio de risco, já que se determinada ação está sendo negociada abaixo do seu valor intrínseco, a chance de sua cotação cair ainda mais provavelmente será baixa. 

Porém, estes investidores acreditam que o mercado avalia as ações pelo que elas rendem no longo prazo, portanto, ao mantê-las em carteira por tempo suficiente e preservados os fundamentos que os levaram a tomar sua decisão de investimento, entendem que inevitavelmente o preço da ação irá convergir para o seu valor justo uma hora ou outra.

 

Ao comprar uma ação, você está comprando um pedacinho de uma empresa

Não se esqueça que ações são muito mais do que letras e números piscando numa tela de home broker. Ações são pedaços de empresas.

Empresas possuem estoque, marca, máquinas, imóveis, veículos, segredos industriais, enfim, várias coisas que possuem valor e que em conjunto formam o preço de determinada ação. Saber calcular o preço disso tudo em conjunto as vezes não é uma tarefa fácil, principalmente porque muitas variáveis estão em jogo.

Ou seja, se tudo tem um preço, porque com as ações seria diferente? Ao ir ao mercado, você compara o preço dos produtos que deseja comprar. Se quer comprar um kg de frango, irá comparar o preço de uma marca com a outra e decidir qual delas entrega o melhor custo benefício. 

Ao comprar um carro, você vai comparar várias marcas diferentes e tomar sua decisão com base no custo benefício que cada um entrega. Você sabe, por exemplo, que um Audi A5 é um excelente carro, mas será que vale a pena pagar R$ 10 milhões por um? Óbvio que não! Com este valor, você poderia comprar uma Lamborghini, uma Ferrari, ou até mesmo um Bugatti. 

Ao comprar uma casa, você vai levar em consideração vários fatores e um deles obviamente é o preço. Será que vale a pena pagar R$ 10 milhões por uma kitnet de 15m² no interior de São Paulo? Muito provavelmente não, salvo se esta kitnet possuir algo muitíssimo especial.

Então porque ao comprar uma ação (que é um pedaço de uma empresa) você não levaria em consideração o seu preço?

 

Ação boa e cara 

O mesmo exemplo do Audi A5 pode ser utilizado para se analisar uma ação boa e cara, como por exemplo a Tesla. 

Não há dúvidas de que a Tesla é uma empresa promissora. Ela é a pioneira em um mercado que possivelmente vale trilhões de dólares e hoje é uma das montadoras de veículos mais bem posicionada para capturar a avenida de crescimento do mercado de carros elétricos e autônomos. Mas será que vale pagar o preço?

Para se ter uma ideia, hoje (17/07/2021), o P/L da Tesla é de 644, isto é, demoraria 644 anos para se ter o retorno de um investimento feito hoje considerando apenas os lucros que a ação gera. Parece um exagero, principalmente se considerarmos que várias outras grandes montadoras em breve iniciarão uma competição ferrenha neste setor. 

Portanto, não há dúvida de que Tesla é uma ação boa, mas uma ação boa e cara. Ou seja, não basta apenas comprar uma boa ação, pois mesmo assim você pode estar fazendo um mau investimento.

 

Ação ruim e barata

Como dito acima, muitos investidores procuram investir em ações que estão sendo negociadas abaixo do seu valor intrínseco.

Porém, o fato da ação estar sendo negociada com um desconto em relação ao seu valor intrínseco, geralmente tem um ou vários motivos. 

Por exemplo, hoje a ação do Banco do Brasil (BBAS3) está sendo negociada a 0,71x o preço do seu valor patrimonial, isto é, seu valor de mercado é inferior ao preço do seu patrimônio líquido. Porém, o setor em que o Banco do Brasil está inserido atualmente está passando por uma grande transformação e aumento severo de competição promovida pelos bancos digitais, o que certamente fará com que os bancos tradicionais percam cada vez mais market share no futuro. 

Não estou dizendo que a ação do Banco do Brasil é ruim, este é apenas um exemplo do porque algumas ações podem estar sendo negociadas abaixo do seu valor intrínseco.

Ou seja, não basta apenas comprar ações baratas e que estão sendo negociadas abaixo do seu valor intrínseco, pois mesmo assim você pode estar fazendo um mau investimento.

O segredo

Já que boas ações podem ser maus investimentos e ações baratas também, o segredo é encontrar boas ações e que também são baratas. Mas essa não é uma tarefa fácil.

Geralmente grandes e boas empresas (blue chips) são muito bem precificadas, pois possuem uma gama muito grande de analistas e gestores as observando. Já micro e small caps possuem muito menos cobertura e algumas delas são verdadeiros tesouros escondidos.

Portanto, se quiser encontrar excelentes oportunidades de investimento a bons preços, a melhor classe de ativos para se procurar são as pequenas empresas listadas. Exemplos recentes não faltam.

Até 2016, a Magalu era uma microcap. Em 2015, a sua ação chegou a ser negociada a 10 centavos. Porém, a empresa aos poucos foi passando por uma restruturação interna e quem soube observar e capturar este movimento obteve retornos muito expressivos em pouco tempo. Naquela época, a Magalu era um exemplo de uma ação boa e (muito) barata.

Gostou deste artigo? Então, entre agora no nosso grupo gratuito do Telegram para não perder mais nenhum conteúdo e também ficar por dentro das informações mais relevantes do mercado financeiro. 

Virei Trader - Comunidade para traders
Ler conteúdo completo
Indicados para você