[ editar artigo]

Economia Respirando por Aparelhos

Economia Respirando por Aparelhos

Desgraça pouca é bobagem. Nos dois últimos dias do mês de Maio, o IBGE, divulgou os resultados do primeiro trimestre de 2019 para duas variáveis para a economia: PIB e desemprego. O resultado? Contração no PIB e aumento no desemprego.

Tecnicamente, o país não se encontra em recessão. Apenas tecnicamente. Os dados e a sensação é que o país está na UTI, respirando por aparelhos, à espera de uma injeção de adrenalina para reanimar a economia (reforma da previdência). Seria a reforma, nossa bala de prata?

Não acredito. A despeito da importância que a reforma traz para a sustentabilidade da dívida pública no médio - longo prazo, sozinha, ela não é suficiente para reanimar a economia no curto prazo. 

A possibilidade de flexibilização do teto de gastos está sendo aventada pela equipe econômica e pode injetar uma dose de ânimo no país. A liberação dos recursos do FGTS (ativos e inativos) também podem contribuir para recuperar o consumo. 

Estas possibilidades só corroboram o diagnóstico: o Brasil está doente, na UTI, a um passo do colapso. As reformas são fundamentais para que o país possa crescer de maneira sustentável. Contudo, no curto prazo, quem está sofrendo, são os trabalhadores.

Ler matéria completa
Indicados para você