[ editar artigo]

Forex: Dicas para não entrar em uma cilada.

Forex: Dicas para não entrar em uma cilada.

As operações de trading sempre atrai curiosidade nos investidores interessados em começar neste mercado. Sendo um mercado que movimenta  trilhões de dólares ao dia pelas plataforma operacionais, visualiza-se um enorme potencial de lucro ao dia e no futuro. Todavia, saber como iniciar no Forex, da maneira correta, é o ponto crucial e pode fazer toda diferença.

Dica #1: Primeiros passos nesse mercado

Quando falamos na compra e venda de moedas estrangeiras, derivativos, commodities, índices a primeira coisa que devemos saber que: operar nessa modalidade de investimento não significa resultados garantidos "renda variável". É preciso ter cuidado e adquirir todo  conhecimento possível para ver os números aumentarem exponencialmente. Por isso, siga esses itens a seguir:

  1. Entenda sobre o mercado e como ele funciona;
  2. Escolha uma corretora de valores Internacional regulamentada - FCA,ASIC,CYSEC, etc ;
  3. Opte por instituições com comissionamentos e spreads menores consultando em seus próprios sites;
  4. Aprenda as funcionalidades da plataforma operacional;
  5. Pratique o máximo que puder, na versão demo;
  6. Opte por uma forma de operar (manual ou automática);
  7. Defina seu perfil para determinar uma estratégia;
  8. Invista e tenha sucesso em Forex.

Dica #2: Ordens de execuções no mercado de Forex

 

Market Order: Ordem a mercado, ou seja, efetivar a ordem de compra ou venda no preço ou condição atual.

Ordem de Compra: Comprar na primeira moeda da paridade, ou seja, ganhamos com a sua valorização e perdemos com a sua desvalorização. Nesse caso, o par EUR/USD significa que compramos em euro e ganhamos com sua alta em relação ao dólar.

Ordem de Venda: Quando vendemos um par de moedas, ganhamos com a valorização e perdemos com a desvalorização da segunda moeda. Então, no exemplo EUR/USD vamos ganhar com a venda do euro em relação ao dólar.

Pending Orders: As ordens pendentes de compra ou venda e é executada quando a cotação atingir a taxa de preço previamente definido. Podendo ser de quatro tipos:

  • Buy Limit: Quando a cotação atual está acima do máximo estipulado, colocamos a ordem de compra pendente abaixo do preço de mercado. Defina essa orden se os valores caírem até um ponto de suporte e aumentarão na sequência.
  • Buy Stop: Quando a cotação atual está abaixo dos preços previstos, fazemos o movimento contrário e deixamos a ordem pendente de compra a um valor mais alto. Boa opção para quando perceber a possível quebra de resistências para tendências de alta e valorização.
  • Sell Limit: Quando a cotação atual está abaixo do valor desejado, a ordem pendente de venda é limitada a um preço mais elevado. É interessante para períodos de altas sequenciais até pontos de resistências que fazem os valores a cair, portanto, venda na alta.
  • Sell Stop: Quando a cotação atual está acima do preço configurado, fazemos uma ordem de venda pendente abaixo. Utilize em tendências de queda seguidas por quebras de suportes e resistências dando início a movimentos de alta.

 

Dica #3: Defina o que fazer…

Cuidados na hora de operar:

Aproveite o benefício da conta demo oferecido pela corretora e treine bastante o seu operacional antes de ir para o mercado. Com ela, você pode sentir como funcionam as operações sem precisar de dinheiro real para isso.

Outra coisa muito importante é ter consciência dos seus atos para não permitir que as emoções (medo e ganância)tomem conta dos momentos decisivos. Use  a alavancagem adequada, ainda mais: nunca arrisque tanto. Alavancar de 1% a 1,5% por operação já está ótimo!

Seguir as tendências do mercado para não perder oportunidades e evitar longas perdas. Se o dia foi de stop, relaxe, outro dia tem mercado financeiro novamente. Analise os erros que possa ter cometido, defina mudanças a fazer e tenha em mente que novas chances para recomeçar nunca deixarão de existir. Siga em frente e não desanime.

Dica #4: … Oque evitar de fazer

Não use demais a alavancagem (reforçando)

Esse recurso é muito bom, porém se usado de forma indevida ou em excesso pode colocar sua conta em risco. Use a alavancagem com inteligência e coloque as emoções de lado para não agir por impulso e se prejudicar. Memorize: tenha total controle do risco.

Não cometa o overtrading

Ou seja, não faça diversas operações ao mesmo tempo. Esse tipo de atitude pode levá-lo a perder o controle das estratégias e a negociar de forma descontrolada, seja manualmente ou pelos robôs. Sem um critério bem formatado de seleção para ganhar dinheiro mais rápido, você só terá prejuízos.

Evite estratégias inadequadas…

… que não tenham consistência e/ou não sejam comprovadas por um traderprofissional. Esses ‘métodos’ podem até funcionar no curto prazo, mas quando o mercado seguir em uma determinada direção, essa utilização ineficiente poderá quebrar a sua conta.

Dica #6: Aprenda a configurar o risco

Essa é uma questão bastante pessoal, já que depende de uma série de fatores, como condição financeira, maior ou menor tolerância ao risco, enfim… Minha sugestão, nesses casos, é questionar a si mesmo: “qual o drawdown máximo que estou disposto a tolerar?” Analise sua situação e saiba como proceder.

Os resultados são diretamente proporcionais ao risco assumido. Eles podem tanto amplificar os lucros quanto os prejuízos.

Então, quando considerar aumentar o risco? Observe os seguintes indicadores: boas taxas de acerto, poucas operações simultâneas, alta relação risco x retorno; drawdown menor do que o tolerável, possuir contas menores, ter um perfil de investimento mais agressivo, utilização de várias estratégias para reduzir as perdas.

E quando diminuir? Se as taxas de acerto estiverem pequenas, há muitas operações de baixa relação risco x retorno, drawdown próximo ou maior do que tolerável, as contas são grandes e possui um perfil mais conservador, então considere diminuir o risco. Entre 0,2 e 0,5% por operação é o ideal! Com mais do que isso o Forex pode se tornar um jogo de apostas…

 

 

Virei Trader
Ler matéria completa
Indicados para você